Nestes últimos dias...

Estive em casa, em Viana.
ao Calor da lareira, da família, dos amigos e, até, dos cães.
a Mimar e ser Mimada
a Rever e ser Revista
a Recordar
a Recuperar
a Reequilibrar forças para voltar à minha vida Italiana, à minha vida de já um ano.
A verdade é que estava cheia de saudades de Portugal...Não fosse eu uma alma lusa e não tivesse a capacidade de sentir tal nostalgia...Mas sou. Orgulho-me disso e adoro poder senti-las para ter o prazer de matar saudades!
O cheio do Oceano, o burburinho do português nas ruas, a frescura da água do luso, o sabor do bacalhau, os cafés cheios de gente,...
Agora já estou em Foligno e a vida aqui parece muito mais alegre que no dia 21, antes de partir.

Saudade

do ant., soedade, soidade, suidade <>
s. f., lembrança triste e suave de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de as tornar a ver ou a possuir;
pesar pela ausência de alguém que nos é querido;
nostalgia;

Que friooooooooooooooooooooooooooo

De um dia para o outro a temperatura desceu abaixo do zero. Está muito frio, imenso frio.
Para mim não é um problema, mais uma camisola, um chá quente e, se estiver em casa, até gosto de ver televisão enrolada na mantinha!
Adoro aqueles dias de Inverno muito frios com sol. Vestir-me de escuro e sentir o seu calor!
Adoro estar em casa, quentinha sabendo que lá fora está frio. A lareira, um livro, uma sesta,...
Adoro ver nevar...
e ontem nevou!

Como vai este Mundo?!?!...

Sei bem que existe a excepção para confirmar a regra, mas a verdade é que o Mundo está cheio de gente mal formada, cobarde, oportunista e interesseira. Cada um por si próprio e os outros que se danem. Um mundo egoísta, cão.
Não? Então vejamos...
Não me vou pôr aqui a escrever sobre o meu ex-chefe, aquele bastardo que me mandou para a rua de um dia para o outro sem motivo, que nunca me fez o contrato de trabalho que me prometeu e que me faltou seriamente ao respeito, mas a verdade é que não me paga a semana de Agosto que trabalhei para ele. Sobre ele não tenho mais nada a dizer, mais insultos a fazer. Estou aqui para vos contar como tem agido a secretária. No inicio disse ela que tinha de me pagar. Quando chegou a altura de fazê-lo disse que o anormal não o queria fazer porque eu não tinha começado a trabalhar no inicio de Janeiro. Não é verdade, começei dia 2 e porque é que não me ligas tu e me mandas recado por uma amiga? Ah, então vou falar com ele...Silêncio. Volto a ligar e durante uns tempo, não sei bem porquê, nunca a apanhava. Lá me manda uma mensagem de telefone muito fofinha, muito amiguinha a dar-se um prazo para me dar uma resposta. Silêncio...Ligo e agora o problema são umas férias que (não) fiz na Pascoa. Passei-me e ela demonstrou apoio, carinho, solidariedade... Disse, dá-me uma resposta até quinta: ou me paga ou marca um encontro comigo. Essa quinta-feira foi há duas semanas atrás...Ela nunca mais me ligou...Esta secretária ou é cínica ou cobarde.
Estava eu sossegada no meu canto a ambientar-me ao meu novo emprego quando recebo uma chamada de um engenheiro onde tinha ido fazer uma entrevista (e à qual nunca me deu a resposta prometida) a fazer-me uma proposta. Fui ver o que era. Fazer um estudo prévio de um projecto de 5 edifícios de habitação. Plantas, cortes, alçados e 3d em três semanas, de 7 dias de trabalho e noites de pouco sono. Demonstrou-se contente quando entreguei o meu suor espalmado naquelas folhas. Ia falar com o cliente na semana seguinte e depois ligava-me. Isto foi há um mês...não hesito em chamar-lhe: oportunista.
Continuava sossegada na minha vidinha quando o arguente da prova final do Filippo me pede para traduzir 2 memórias descritivas de um projecto seu nos Açores. Está bem, lá farei. Meto-me em contacto com uma colaboradora, muito simpática. Sábado de manhã manda-me os tais dois textos mais um corte construtivo. Sábado à tarde mais dois para reler...Enquanto não tinha acabado o trabalho respondeva amigavelmente a todos os mails. Quando mandei o último texto nunca mais recebi noticias, nem um simples e grátis obrigada. Interesseira de merda.

Finalmente tenho internet em casa.

Pode ser que assim consiga ter as pessoas que estão longe mais perto.
Pode ser que assim tenha tempo para saber delas e contar mais de mim...
Pode ser...não sei...

Por falar em saúde...

...esta semana recomeçei a ginasticar! Estava mesmo a precisar, só faz bem! Ao corpo e à mente. Estou toda dorida, mas faz parte! O que não devia fazer parte é a contipação que apanhei por sair suada do ginásio...não havia necessidade! De maneira que segunda começei a mexer-me, terça tossi com dificuldade derivado ao facto de ter ao abdominais doridos, quarta voltei à carga porque achei que suar me fazia libertar todos os virus, quinta estava meia podre e sexta estava de todo: por um lado as terriveis dores de musculos, por outro a constipação sempre a piorar. Já não voltei ao ginásio. Começa bem esta temporada!
Ah, é também de considerar que quarta chegou o frio. Já era hora, bem sei, porque até terça andava de manga curta e casaquinho, mas acaba sempre por nos apanhar desprevenidos o sacaninha. Por tanto, o pingo no nariz, as dores de cabeça e a tosse não são só culpa da ginástica!

O tempo voa...

...mesmo!
já estou no gabinete novo há um mês. Já estou em Itália há 10...
Paro para pensar como estava há um ano atrás. Tinha acabado de comprar a viagem só de ida, de avisar todos que finalmente tinha conseguido o que queria: ir para perto do Filippo. Vivia um misto de felicidade e tristeza, de optimismo e medo. Sabia exactamente o que deixava, mas não o que ia encontrar...E nunca pensei que o que encontraria fosse isto.
No inicio tudo era novo, tudo era muito bom e muito mau. Tinha saudades, estava insegura, mudou muita coisa de um dia para o outro: o trabalho, a relação com o Pi, a distância de casa,...Devagarinho tudo foi assentando, melhorando e vivi momentos de grande felicidade em todos os sentidos. Estava realmente bem aqui. Foi aí, quando menos esperava, que o ambiente no trabalho começou a piorar. Senti-me perdida mas tinha o Pi como bússola, e desde esse dia, em que o stronzo me disse o que me disse, até hoje, passando pelo episódio do despedimento, tem sido ele a minha bóia de salvação. Não é a única, felizmente, mas aquela que me faz continuar aqui, neste país que não é o meu...
É agora, neste inicio de mês de Novembro, que a estabilidade emocional começa a equilibrar-se com a profissional. Agora estou melhor no gabinete novo. Mais integrada, mais feliz. E chissá não tenha sido melhor assim...
Olhando para trás, ainda sem a distancia suficiente para avaliar de forma imparcial, acho que fiz bem em partir. Deixar nesse cantinho à beira do mar plantado uma vida de paz para, no meio de uma grande tempestade, encontrar a bonança.

Pois é...

...sei que tenho escrito pouco e aparecido menos ainda no messenger ou escrito mails...
Durante o dia estou no trabalho, onde é severamente punido quem acede à net para coisas pessoais, e ao fim do dia venho ao CCa para tratar de mais trabalho. Em casa não tenho net, noves fora, nunca tenho tempo para vir aqui avisar que estou viva...Temos mesmo que meter internet em casa.
Mas, bem vistas as coisas...A verdade é que também não tenho nada de especial para contar. Desde ontem que estou "oficialmente" a estagiar. Sim, porque o mês que antecedeu a assinatura do contrato de estágio serviu só para aquecer os motores, nada de remuneração...É dura a vida do jovem arquitecto em Itália...ainda por cima tendo em conta que aqui um arquitecto com 45 anos é jovem...A ver...
Durante a semana, portanto, é trabalho duro, e também ao fim de semana: sábado sozinha porque o Pi está em Roma a fazer um Master e domingo juntos. Mais manter a casa, rever os amigos e dormir mais umas horinhas...
Lá se vão passando os dias...as semanas...os meses...e já conto 10 que aqui estou...
Prometo tentar vir aqui mais assiduamente, e também contar coisas mais alegres e ligeiras, como fazia no inicio...Assim espero, pelo menos.

uma já está

Finalmente sou residente em Itália.
Depois de uma semana e meia a correr de um lado para o outro, de chamadas, de stress a tentar perceber, de assinar papeis e pagar um seguro de saúde que não percebi ainda para que serve (até ontem tinha o seguro europeu de saúde, e a partir de hoje já posso aceder livremente ao sistema de saúde público italiano), finalmente consegui esta bendita residência.
Já está quase toda a burocracia resolvida...Só falta ir ao centro de emprego e assinar o contrato de estágio...Só espero que não sejam mais uma ou duas maratonas...Uffa...

Esta semana andei assim, intermitente.

Sinto-me como uma lâmpada que está quase a fundir.
A luz começa intermitente, aos soluços. Duas panacadinhas e volta fixa. Ah...que alivio, ainda não foi desta que fiquei às escuras. Mas sei que foi só um remendo...
Segunda-feira tive a magnifica punhalada do meu futuro chefe (sim, futuro porque ainda não tenho contrato, embora já lá esteja dentro e a produzir).
Mudou-me as regras do jogo a meio do aquecimento. O míserio ordenado que me propôs por 6 meses afinal só pode ser por 3. Ou então, e ele ainda tem lata de recomendar esta segunda opção, reduz em 25% a oferta e posso ficar lá 6 meses a fazer o dito estágio formativo (note-se que já trabalho há 3 anos). Perspectivas de futuro? Ah, isso ele não pode prometer.
Quem me conhece sabe que a pior coisa que me podem fazer é isto: transformar um sim num não. Falhar à palavra dada para mim é motivo de vergonha e a chico-espertiçe não é uma qualidade mas um defeito. Grave.
Claro que optei por estar lá 3 meses. Acho que não seria de esperar outra coisa, embora o mesquinho do homem estivesse na expectativa de outra resposta.
Começamos então a tratar dos papeis para activar este estágio.
1ª coisa: tenho de que estar inscrita no centro de emprego. Toca a tratar disso.
1ª coisa para estar inscrita no centro de emprego: tenho de residir em Itália. Toca a tratar disso.
Ora bem, para ter residência cá tenho três hipóteses:
1ª_ tenho um contrato de trabalho - não (note-se que vim para cá, há mais de 9 meses atrás, com a promessa de um contrato que nunca foi feito e portanto o pedido de residência sempre adiado)
2ª sou casada com um italiano - não
3ª_tenho meios económicos para me manter em Itália e um seguro - talvés. Mas, que seguro? Um seguro. Mas um seguro como? Um seguro. Mas um seguro de quê? Um seguro.
rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr
Liga daqui, liga dali, lê na net, envia mail, recebe resposta, recebe respostas contraditórias,...e no fim do dia ainda não percebi que raio de seguro tenho que ter...
Entretanto vou perdendo tempo, trabalhando sem ganhar e aturando por um lado a falta de seriedade do chefe e por outro este ping-pong: passa de departamento em departamento, anda de página net em página net e liga para lugares em cadeia...E, mesmo tentado recuperar de noite, no aconchego de casa, chego ao fim de cada dia com menos vontade, menos força, menos determinação...Sei só que penso muitas mais vezes do que gostaria que devia era voltar a Casa, que cada um está bem é no seu País...e que este lugar onde estou pode ser muito bonito, comer-se bem e a gente simpática, mas não é meu. Que por detrás desta beleza esconde-se gente falsa, sem palavra, burocrática e conformada. (claro está, salvando deste juízo todos aqueles que são a excepção que comfirma a minha regra...e que são o único motovo pelo qual ainda aqui estou.)

Eh lá, tanto para contar!

Ora bem, isto de não vir cá muito dá nisto: várias coisas para contar . Nem sei por onde começar!
Os dias com os pais cá correram muito bem, melhor até do que estava à espera. Foram dias tranquilos, de paz, de aconchego, de sorrisos, de mimo, de visita a lugares nunca vistos...e até os encontros com os pais do Pi foram relaxados! Eu que tinha receio da tradução simultânea, nem me tive de preocupar. Os 4 lá se entenderam, uns falando em português, outros em italiano!
Chegados ao fim estes bons 10 dias, foi vez de partir para Bologna para ver o concerto dos Coldplay! Adorei! Fartei-me de lembrar-me de Ferrara, das minhas farfalla e principessa, das nossas tardes de trabalho, do som de fundo das nossas conversas... Que saudades...quando me saberia bem ter-vos aqui, agora.
Acabado o divertimento, é tempo de meter mão à obra, e terça-feira, às 8.30 da manhã lá me apresentei ao trabalho.
Está a correr bem. Apesar de não poder ouvir musica (nem phones nem nada!), de ter horário rígido para entrar mas não para sair e todos parecerem ter medo de todos, o gabinete é bom. É sério, rigoroso, os projectos são muitos e interessantes e ninguém finge ser amigo de ninguém. É melhor assim.
Entretanto também arranjei uma colaboração externa com um dos gabinete para onde mandei o portfolio na época, que farei nos fins-de-semana e recebi mais chamadas para entrevista que não fui. Ao que parece semeei bem!
De resto a vida agora vai estabilizando, depois de um mês e meio de novidades diárias, stress, indecisões, férias fora de horas e por ai fora...

Um bom dia de anos



Dia 20 foi um bom dia, um bom dia de anos, um bom dia para marcar o inicio de uma nova etapa!
Acordei com o sol a brilhar depois de um dia de chuva.
Tomei o pequeno-almoço com os meus pais que vieram cá visitar-me.
Peguei no carro e fui a um gabinete, à minha segunda opção, que afinal tinha mesmo que se organizar. Começo a trabalhar dia 30 de Setembro. Até lá acabo o part-time, passo-o ao Pi e aproveito a companhia dos meus pais.
Uma volta pela cidade e depois o grande almoço de aniversário com Pi, pais, sogros e nonnas!
Visita de uma amiga, chamadas de tantos outros. Presentes, lembranças, miminhos.
Mais voltas, aperitivo, jantar e sair.

Tudo com calma, alegria, descontração e, sobretudo, leveza.

Depois de ter ligado a 20 dos 29 contactos que tinha.
Depois de ter recebido 8 nãos directos e mandado 12 curriculum e portfolio.
Depois de ter tido resposta de 6, que me marcaram entrevistas
Depois de ter recebido reacção à entrevista de 4.
Depois de ter recusado 1 e ser aceite em 3...
...pensei, pensei, pensei e lá me decidi.
Decidi-me por 1 que afinal só talvez em Novembro tenha trabalho.
A 2ª carta na manga afinal tem de se organizar.
A 3ª, e para já definitiva, é um part-time num arquitecto que mais parece um desenhador...
Começo hoje à tarde.

Ultimamente

Tenho escrito pouco
ou nada
Tenho pensado muito
Corrido tanto

Vou formulado ideias
e mudando opinião

Tenho tratado de mim
de casa
de ti
de nós
do nosso

Tenho vivido três dias num
que
para quem não tinha nada para fazer
é tanto
tanto
...

e já em Itália

Chegamos a Itália com duas horas e meia de atraso, perdemos o comboio para Foligno, tivemos que ficar a dormir em Roma e só hoje de manhã viemos para casa.
Foi muito cansativo, mas pelo menos o Pi teve direito a mais um dia de férias e esteve aqui comigo!
Foi muito bom estar em Viana, rever todos, mas tenho a sensação que estive com todos e com ninguém ao mesmo tempo. Tinha a cabeça longe...No inicio desta nova fase...Ou talvez fosse só confusão de emigrante que volta a casa e tem tanto e nada para contar...
No final das contas, revi cASA dia 12 de Agosto e cheguei a Casa dia 26 do mesmo mês...

em casa...

Cheguei a casa...depois de três dias em Zaragoza, a ver a expo 2008, e um dia no carro, cheguei à terrinha.
Agora é meter a cabeça em ordem e carregar o coração para enfrentar com força a nova fase que se adivinha.

VAFFANCULO

Só hoje, passada uma semana, tenho coragem de contar aqui o grande VAFFANCULO que tenho vontade de dizer ao Sr. Arq. Paolo Luccioni.

Às 8 da noite de quarta-feira, dia 6 de Agosto de 2008, sem qualquer razão plausível e no meio de um grande devaneio seu, disse-me que a partir do dia seguinte não me devia apresentar no gabinete.
Disse-me que era a melhor arquitecta que tinha ali dentro, mas que ele não precisava de um "Le Corbusier" mas de “amigos”. Que eu não me tinha integrado com os colegas, o que é absolutamente mentira, e que ele me estava antipático. Ali disse-lhe que tinha ficado muito ofendida naquela vez em que me destratou. A resposta do génio foi que tenho graves problemas mentais e sociais se fiquei magoada e escandalizada quando me disse:
- Agora vou-te ao cu, agora vou-te ao cu, se não vou é porque se calhar ainda te dou prazer (tradução literal às suas belas palavras em italiano).

Errei eu…nesse dia 22 de Maio devia ter batido com a porta e ido procurar outra coisa.
Mandou-me para a rua de um dia para o outro deixando todos de boca aberta. Despediu-me como se despede alguém que foi surpreendido a roubar não porque falhei como profissional mas como "pessoa", porque não entro com ele em conversas ordinárias e não tenho qualquer interesse em encontrar-me com ele num café. No fim do delírio disse-lhe:
- Eu vou embora mas tem de me dar uma justificação para que eu possa explicar às pessoas que me perguntarem porque.
- Porque TU te sentes muito mal aqui dentro.

E agora, em pleno Agosto e de “ferias” (porque tecnicamente não se podem chamar ferias) encontro-me sem trabalho…volto dia 26 e a minha vida em Foligno será uma incógnita. Sei só que tenho o Pi e que me dedicarei a 100% ao CCA, até arranjar outro trabalho…

Parabéns Piquinho e Marta

Metade do trabalho já está feito! Passaram os dois o exame escrito, agora já só falta a oral, para a Marta dia 1 de Setembro, para o Pi dia 23...Eu vou continuar aqui a dar força! Entretanto hoje à noite festejamos a vitoria desta batalha!
E pronto...a casinha no Viale XVI Giugno já foi inaugurada!
Convidamos 12 amigos, demos uma volta à sala, metemos uma mesa longa no meio e servimos bacalhau à Gomes de Sá! Bom vinho, tiramisù, caipiroscas e boa conversa!
Foi uma noite muito agradável!

Já tenho o meu relógio arranjado!


Encontrei a bracelete original para subtituir na internet, num sitio Holandês, encomendei na quinta-feira, e hoje já a tinha na caixa de correio!

Ah, a mim não me enganam, não!

Pensamos,eu e o pi, ir a Zaragoza ver a expo 2008 e passar uma noite la. Alugamos um quarto num sistema de alojamentos da Expo, pagamos e ate aqui tudo nos conformes!
O meu irmão e a mulher falam em ir também e em nos encontramos para ver a Expo e voltarmos juntos para Portugal. Três noites em Zaragora e dois quartos duplos teriam de ser.
Escrevo um mail para mudar a reserva e mandam-me a resposta: 3 noites, um só quarto duplo e um preço mais alto, diferente daquele da tabela...
Respondo que somos 4 pessoas, 2 casais, e pergunto porque mudou o preço.
Recebo um mail com a adequação da reserva: 3 noites para 6 pessoas e o preço sempre a subir sem qualquer justificação...
Ah...já começo a ferver! Ligo. Falo uma coisa estranha entre o espanhol e o italiano e peço um operador que fale inglês. Lá me explico mas este falava inglês como eu falo françês, ou seja quase nada...Acabei por perceber o que tinha acontecido: afinal não tinham percebido que eramos 2 casais, não entederam que a reserva era para 4 pessoas e pensaram que era para mais 4 pessoas, meteram-nos a uns em quartos duplos e outros em quartos individuais...uma grande confusão.
Depois de uma longa conversa num mix de línguas la nos entendemos, ou pensava eu, ate porque no fim pedi-lhe para dizer em Espanhol o que ele tinha entendido do meu pedido e, mais ou menos, correspondia.
Lá recebo a reserva para 3 noites de dois quartos duplos. Uffa....mas o preço continua a não corresponder às contas que fiz!!!!!!...rrrr
Toca a mandar outro mail a reclamar e, FINALMENTE, me mandam todos os dados correctos. Paguei e agora estou à espera...
Custou, não me devem poder ver à frente, às tantas metem-nos em quartos "michurucas", mas ao menos posso dizer que a mim não me passam a perna!
Ah carago, bianense de maonhe à cintura!

um post dedicado...

ao meu Pai, que hoje faz anos. Embora tenha falado com ele esta manha, estar longe nestes dias especiais faz sentir mais saudades...

à Bi, que está a começar uma nova etapa da vida dela. Espero que tudo corra bem, eu vou estar aqui a torcer por voçês!

ao Pi, que tem tido muita paciência comigo. TVTB

Mudança de visual


estava farta do cabelo pelo meio das costas...já só fazia calor!

Hoje à noite vou...


Sair do gabinete às 19:30
Apanhar o comboio
Juntar-me ao Pi em Perugia
Jantar fora
Ouvir um concerto na praça
A descontração merecida depois de uma semana de muito trabalho!

mais um fim de semana de relax

Depois de uma sexta-feira à noite de festa, partimos, sábado de manhã, para a praia! A tarde foi um constante adormecer, acordar, mergulhar, adormecer, acordar, mergulhar... Jantar, passear e claro, um gelado de fruta a sentir a brisa marítima!
Domingo o tempo fez caretas. De manhã chegou mesmo a chover. Por um lado até foi bom! Dormimos até mais tarde fresquinhos e depois, como se juntou a nós um casal amigo, fizemos uma bela almoçarada de peixe! Os italianos podem ser tolos porque comem demais...mas que sabem comer sabem!
Voltando a Foligno passamos no Ikea (hehe) e já em casa vimos um filme!
O verdadeiro fim-de-semana de dolce far niente!

um cheirinho da casa nova...

a sala / cozinha



o quarto


a vista da varanda


Agora já só falta mesmo acabar de arrumar as ultimas coisas, os quadros nas paredes, o nosso toque no sofá,e... as visitas!

lembranças

Há dois anos estava a começar o primeiro dia de uma relação à distancia...O Filippo tinha partido para Itália na noite anterior e a única certeza que tínhamos era que nos voltaríamos a ver daí a um mês e meio.
Agora olho para trás e lembro-me...
das saudades
das inseguranças
das esperas pela próxima visita
das conversas na internet
dos toques
dos postais
dos abraços no aeroporto
das lágrimas
do riso
...
e sorrio porque confirmei que tudo valeu a pena!

Fim de semana à porta e a praia à janela

A semana alucinante de trabalho esta quase a acabar e daqui a uma hora já devo estar a ir para a casa da praia.
Acordei todos os dias às 6.30 e fartei-me de fazer coisas depois de um fim de semana em mudanças. Estou mesmo a precisar de descanso, de sair, de sentir o sol na cara e o som das ondas a rebentar...
Tenho a certeza que amanha volto a acordar cedo, mas com outro animo, outra vontade e para voltar a adormecer na areia quentinha depois de um mergulho!

E claro, aproveitamos e passamos no Ikea, que a nossa casinha agora não nos sai do pensamento!

Não me canso de dizer...

... Adoro a nossa casa nova!

...Depois de estar seis meses numa casa muito bonitinha mas húmida, escura, sem eletrodomesticos adequados, sem garagem, com dois andares, difícil de limpar,...
...Estou a gozar à grande a casinha linda, pequenina, bem iluminada, arejada, com um forno que funciona, um frigirifico de dimensões normais, tv que se ve bem, dvd, maquina de lavar roupa a chegar e a dois minutos em bicicleta de onde estava antes!
Adoro acordar com os primeiros raios de sol
Adoro tomar o pequeno almoço a apreciar a paisajem Umbra da varanda
Adoro chegar ao fim do dia e ter tudo à mão de semear
Adoro dormir com as janelas abertas e sentir a arajem da noite
Adoro saber que conheço todos os vizinhos e que estou protegida
Adoro que também o Pi adore tudo da nossa casinha e esteja tão ou mais entusiasmado do que eu (nem sequer se lamenta de sabado termos de ir ao Ikea!).

mais uma mudança

Seis meses depois de me ter instalado no numero 31 da Via del Campo, despedi-me da casa.
Sábado encaixotei muito mais coisas do que imaginava (e esperava!), limpei e transportei tudo para o Vialle 16 Guigno.
Domingo limpamos a casa nova e metemos tudo dentro.Agora, por uns dias, teremos muito para arrumar.
Esta casa é mais pequena, mais pratica e, sobretudo, muito mais iluminada! Pela primeira vez em 6 meses acordei com a luz do dia a entrar pela janela! Como tinha saudades disto...
Acho que aqui vamos ser muito felizes! :)

Quando acabarmos de arrumar e dar o nosso jeitinho meto fotografias, prometo!

sim, estou de mau humor 2#

Esta noite já dormi mais um bocado, ou melhor, não estive tantas horas acordada.
Ontem comprei uma daquelas coisas anti-insectos de meter na tomada e um repelente super potente que espalhei pelo corpo todo. Ainda assim andavam um ou dois mosquitos a esvoaçar pelo quarto quando me deitei. Volta e meia fui acordada por estes malditos, mas como tinha o repelente estava tranquila que não me picavam e voltava a dormir.
Esta manha assustei-me com mim mesma! Não tinha metido repelente na cara...parece que tenho varicela...

Piquinho e Marta

Passei o dia a pensar nos dois a fazer este maldito Exame de Estado...serà que jà acabou?

In Bocca al Lupo a tutti i due...

sim, estou de mau humor...

Esta noite dormi sem o Pi mas não sozinha...Infelizmente tive a companhia de não um mas de uma família inteira de mosquitos que me massacraram toda a noite. Estive acordada varias horas entre comichoes, cremes, repelentes e anti-alérgicos, até que tomei um que me fez colapsar de sono.
Esta manha, depois que pouco dormir, fui acordada por um bastardo de vizinho que meteu a radio mais parola à face da terra a dar ao altos berros. Là me levantei e fui-me arranjar. Foi ai que poercebi que os sacaninhas dos mosquitos, para além de me picarem, ainda se divertiram às minhas custas...tenho uma flor desenhada nas costas feita de bolinhas vermelhas...um picada no centro e outras cinco à volta...
Sim, estou de mau humor e tenho motivos!

é hora de arrumar as botas, né?...

paciencia...todos fizemos nosso milhò e temos é di està orgulhosos! Si nao temos difesa azà, né?...Metemos frangos pà fazé um bom churrasquinho!...

Uffa...



...estou oficialmente rota...


Isto de acordar às 6.30 e andar a saltitar entre CCA e o gabinete do outro cansa...
Mas vale a pena ou, pelo menos, as horas que passo no nosso espaçinho dão-me muito gozo e satisfação! O resto é passatempo...

"A Gente Vai Continuar" *

Tira a mão do queixo, não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar
Quem ganhou, ganhou e usou-se disso
Quem perdeu há-de ter mais cartas para dar
E enquanto alguns fazem figura
Outros sucumbem à batota
Chega aonde tu quiseres
Mas goza bem a tua rota
Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar
Todos nós pagamos por tudo o que usamos
O sistema é antigo e não poupa ninguém, não
Somos todos escravos do que precisamos
Reduz as necessidades se queres passar bem
Que a dependência é uma besta
Que dá cabo do desejo
E a liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo
*Jorge Palma
...é exactamente assim que me sinto neste dois últimos dias...
Ou melhor, é assim que me sinto depois de pensar bem, de lavar a alma da desilusão quando um chefe muito mal educado me faltou gravemente ao respeito porque eu, colaboradora respeitosa e profissional, o fiz ficar classificado em 5° num concurso internacional e apresentar-se na Expo de Xangai com o projecto que lhe desenvolvi. Alias, que concebi e desenhei integralmente e sozinha...
Mal tratada porque, segundo ele, eu lhe devia ter dito quem eram os juris do concurso, e não lhe tendo dado a possibilidade de telefonar ao "amiguinho" juri, não ficamos entre os 3 primeiros.
Mas repare-se bem: sem cunha, entre 64 participantes, chegamos em 5°, seremos expostos aos olhos do Mundo...
No entanto, isso não é de valorizar...'bora masé ultrapassar todos os limites do respeito, porque a educação e a etoca profissional já foi superada há muito, e massacrar esta menina arquitecta que fez em 4 meses por este gabinete o que jamais, em tantos anos, alguém fez, porque não me levou à corrupção, e não a corrompemos...
Por isso...
Quem ganhou usou-se disso e quem perdeu, tem mais cartas para dar e eu, de hoje em diante, darei-as só por mim, por nos, CCA.

Parabéns Néné

Sei que não tenho idade para te chamar assim, mas não resisto, tu sabes!
Espero que tenhas um dia especial, como tu! Sei que é "paloreco", mas é verdade!
Beijinhos de parabéns da mal humorada que te adora.

fim de semana relax


Depois de uma ponte a trabalhar e uma semana a correr, la chegou o fim de semana!
Sábado de manhã bem cedo partimos e fomos ate ao Ikea de Bologna onde tivemos alguns stresses: a prateleira não cabia por pouco no carro. Tenta de uma maneira, de outra, tira da caixa, mete na caixa, um calor de morrer à uma da tarde. rrrrr Devolve a prateleira...A chave do carro??? Desapareceu! Procura, procura, procura até ao desespero e finalmente lá apareceu..estava num buraquinho!
Partimos para a praia de Ferrara onde encontramos uns amigos. Sol, relax, aperitivo, jantar, sem horas, sem planos.
No domingo acordamos e partimos para Numana, para a casa de praia do Pi. Estivemos na praia, passeamos por duas horas, preparamos um rico jantareco, descansamos!
Na segunda de manhã acabamos de carregar baterias com um pequeno-almoço na praia e voltamos para a vida real...trabalho!

4 dias de "férias"

Durante 4 dias não meti os pés no gabinete, não trabalhei para o outro! Trabalhei para nos, que é muito melhor e quase não sabe a trabalho.
Acordei todos os dias com outra força, acendi o computador com outra vontade, e desenhei com outro empenho. Quando me cansei parei, namorei, dei uma volta.
Passei 4 dias em paz com o Pi, sempre juntos, tanto a trabalhar quanto a passear! E estivemos tão bem!...Queria mais...
E depois de 4 dias de sol e temperaturas boas, hoje voltou a chuva e o frio...será uma metáfora da natureza?

e está a chegar a grande...

...ponte!
Vou aproveitar para descansar, namorar e trabalhar com o meu Piquinho. Temos de arrancar seriamente com o nosso gabinete, e nada melhor que quatro dias seguidos. Esperemos bem...

Ainda bem que aproveitei o bom tempo domingo e...

...pedalei 35 Km em 2h30min na companhia do Piquinho, Benedetta, Marta e Danillo.
Aproveitamos o sol, os campos floridos, as cidades alegremente relaxadas, as sombras das árvores, o reflexo dos ribeiros e, infelizmente, o vento de frente!
Ainda bem, porque hoje o tempo voltou a fazer caretas...

"Como construir a sua moradia sem ter que aturar um arquitecto"

"Quantas pessoas, quando chega o momento de construir a moradia com que sempre sonharam, não passam pela aflição de perguntar a si próprias: será que vou ter de aturar um arquitecto?Neste pequeno artigo, tentarei explicar como construir uma nova casa, sem se sujeitar às exigências de um desses profissionais. Para que o empreendimento seja levado a cabo com êxito há que fazer três importantes escolhas: estilo, técnico e empreiteiro.
O estilo
Eis-nos perante a primeira decisão a tomar - o estilo da casa. Felizmente não é difícil porque existem apenas dois: o tradici e o moderno, que vem colhendo cada vez mais adeptos entre os jovens.O tradicional caracteriza-se pelo típico telhado de aba e canudo, a janela de alumínio aos quadradinhos, a lareira de cantaria com a sua chaminé e o imprescindível barbecu, testemunho dos inumeráveis prazeres da vida rústica. Já o moderno é completamente diferente, tão diferente que até as coisas mudam de nome. O telhado desaparece, dando lugar à cobertura plana; a janela perde os quadradinhos e passa a chamar-se vão; à chaminé, em tubo de aço inoxidavel, chama-se fuga; e barbecu é um termo obsceno que deve ser evitado na presença das senhoras.Não existem, pois, quaisquer espécie de dúvidas quanto a questões de estilo - ou se é tradicional ou se é moderno, as duas coisas ao mesmo tempo é impossível.
O técnico
Escolhido o estilo, há que escolher o alfaiate, que aqui designaremos pelo técnico. Trata-se de uma escolha muito fácil, porque o que não falta são técnicos. Intitulem-se eles construtores civis diplomados, agentes técnicos de engenharia, electricistas habilitados ou desenhadores habilidosos, todos se regem pela mesma cartilha, a de João de Deus: o pinto pia, a pipa pinga... Não passaram cinco anos a estudar arquitectura? Não estagiaram mais dois? Que importa isso? Concentremo-nos apenas nas suas virtudes:1- Projecto elaborado em tempo recorde.2- Preço: 999 .Mas como conseguem eles ser tão eficazes? É simples: antes de encomendado, o projecto já está feito. Até parece milagre! Mas não é, o que se passa é o seguinte: o técnico tem duas pastas no computador, uma para projectos em estilo tradicional, outra para os modernos. Escolhido o estilo pelo cliente, é fácil, emenda daqui, remenda de acolá e, numa tarde, o projecto está feito! Para quê complicar?Mas o rapaz parecia semi-analfabeto, disse que não podia assinar o projecto, mas que havia outro técnico que podia.... Não é caso para preocupações, trata-se de uma situação corrente em que um técnico analfabeto paga a um técnico habilitado para que este, a troco de uns trocos, assine de cruz. Está tudo incluído no pacote e, (ironia do destino!), quantas vezes o técnico habilitado não é um arquitecto daqueles que faltaram às aulas de religião e moral...Aprovado o projecto, o técnico já não é preciso para nada. É dizer-lhe adeus que ele até agradece, porque de obra não percebe nada nem quer perceber, quem percebe disso é o empreiteiro a nossa terceira e última escolha.
O empreiteiro
O primeiro encontro entre cliente e empreiteiro costuma ser decisivo. É nele que terá de se estabelecer, entre o primeiro e o segundo, uma relação de confiança cega, em tudo semelhante à fé. A fé de quem acredita que, com um projecto feito por um técnico, que não especifica nada, que não pormenoriza nada e que não quantifica nada, não vai ser enganado por um homem que passa o dia a fazer contas de cabeça... Entre cinco pequenos empreiteiros, como escolher o indicado para construir a moradia? Infelizmente, chegados a este ponto, não posso recomendar senão fé, muita fé e confiança, porque tudo o resto é irrelevante:1- O valor do orçamento é irrelevante, foi feito com base no projecto do tal técnico, é um número atirado para o ar, um número que, com os imprevistos, há-de subir ainda umas quantas vezes.2- O prazo estabelecido para concluir a obra vai depender do bom ou mau tempo e, nesse capítulo, só Deus sabe.3- As garantias dadas são as que estão na lei - cinco anos. Se a casa apresentar defeitos, reclame; se a reclamação não for atendida, recorra ao tribunal (também pode recorrer ao pai natal se achar que demora menos tempo...)Em suma, não vale a pena perder tempo com ninharias, o mais importante é ter fé.ConclusãoSe, apesar de conscienciosamente feitas estas três escolhas, as coisas não correrem lá muito bem, se a casa ficar pelo dobro do preço, se no Verão se assar lá dentro e no Inverno se tiritar de frio, se para abrir a porta do armário for preciso arrastar a mesa de cabeceira, se o vizinho protestar com o barbecu, se a cobertura plana meter água, não vale a pena desesperar, resta sempre a consolação de não ter tido de aturar um arquitecto."

Rui Campos Matos, arquitecto (escrito para o Diário de Notícias da Madeira, secção Arquitectura e Território)

uma semana sem Pi

O sr. Piquinho foi uma semana visitar um amigo, com outros amigos, à Finlândia. A Ritália aproveita, por isso, para sair com as amigas, ficar até às tantas na treta, tirar tudo dos armários e voltar a meter, limpar a fundo, dormir sem horas, ler, escrever,...enfim, fazer o que me da na real gana!!!
Claro que as saudades são já muitas, mas temos sempre que tirar de cada situação o qe ela tem de positivo!

entre Portugal e Itália

Um dia a sra. Bacouca escreveu sendo metade de mim a ficar, sofro o dobro ao partir. É exactamente assim que eu me sinto, agora, quando parto de Viana. O problema é que sentia o mesmo antes de vir para Itália, quando me separava do Pi...Tenho o coração dividido entre Portugal e Itália e embora a casa dos meus pais, a minha família, os meu amigos de sempre estejam ali, é aqui que agora tenho a minha casa, as minhas coisas, o meu Pi... Devo confessar que quando estava do aeroporto me sentia meia triste e meia contente. Foi maravilhoso estar em Viana estes quatro dias espremidos, bem aproveitadinhos, preenchidinhos de coisas boas, mas foi também bom voltar a casa, retomar a minha vida aqui, neste "buraquinho” de Itália, mas onde tenho pessoas de quem gosto muito e que, tenho a certeza, gostam muito de mim. Tenho só pena que os meus dois mundos sejam paralelos, porque desta forma nunca me sinto completa em nenhum dos dois…mas pode ser que um dia, contrariando a geometria, as duas linhas se encontrem! Entretanto vou pendulando entre o norte desse pequeno país à beira mar plantado e o centro do mundo…

Em casa...

já vi
já cheirei
já percorri
já senti
já matei uma pontinha das saudades
mas sobretudo, parece que nunca parti
é esta a magia de voltar

mais um fim de semana contado com atraso...

Este fim-de-semana fomos a Verona, Mantova e Ferrara! Foram dois dias bem preenchidos!
Sabado de manhã partimos de Foligno às 7 e rumamos verso Verona, à feira de vinhos vini veri. Vinhos feitos segundo a natureza. Estivemos com um casal amigo que tinha lá um espaçinho e divertimo-nos à grande! Fartamo-nos de experimentar bons vinhos e como não somos expert, nada de bochechar e deitar fora, era mesmo para dentro o sentido que seguiamos!
Almoçamos bem (nada como boa comidinha para acompanhar bom vinho, e vice-versa) e à tarde vomos para o centro de Verona e ao Museu do Carlo Scarpa. Lindo...
Para jantar fomos até Mantova com um grupo de amigos. Chegamos com o sol a pôr-se, a reflectir no grande lado tendo como pano de fundo a cidade de tijolo muralhada e jantamos num restaurante pitoresco na praça central. Estivemos mesmo bem, mas as forças já eram poucas...
No domingo tinhamos pensado ir ao Vinitaly, mas acabamos por passar o dia literalmente a dormir! Acordamos tarde, almoçamos uma piadine e dormimos toda a tarde. Arrumamos as coisas do Pi em Ferrara, carregamos o carro e partimos para casa. Chegamos à meia-noite...mais uma semana de trabalho a começar...mas daqui a uns dias já estou em CASA!

Chegou a Primavera


os dias alongam-se
os passarinhos cantam animados
o cheiro das flores invade a cidade
os rostos iluminam-se
os corpos despem-se
chegou a estação do amor
Sei que tenho andado desaparecida destas bandas, ou pelos menos não tenho vindo aqui tantas vezes quantas algumas pessoas (ou uma em particular) gostariam. A verdade é que, como diria o meu paizinho, tenho tido uma vida social muito intensa! Se não vejamos:
Sexta à noite fui jantar fora com o Pi e duas amigas e estivemos na treta até às tantas. Sábado acordamos com calma e passamos a tarde a passear, às compras, a gozar o dia de sol e à noite tivemos o aperitivo para festejar com os amigos de Foligno o fim de curso do Filippo. No Domingo foi vez de um almoço de 6 horas com a família e amigos intimos, sempre pelo mesmo motivo! (como diz o povo e é verdade, não há duas sem três, e a laurea do Pi foi festejada à grande e à cigana, três dias de festa!)
Ontem à noite, enquanto o Pi estava em Roma a assistir à conferencia "Itália um pais de arquitectos, não de arquitectura", uma temática importante visto a arquitectura ser o ganha pão do casal, eu fiz uma lady party em minha casa. Eu, a Marta e a Benedetta na amena cavaqueira, falando de assuntos muito mais mundanos! Que bom que é viver na ignorância...

Como uma noite romântica se pode transformar numa noite como as outras…


19.30 -Vamos jantar fora os dois e depois vamos ao cinema.
20.30 Sentamo-nos a jantar uma pizza
21.30 Escolhemos o filme e caminhamos até ao cinema
21.45 Cinema fechado. -Vamos para casa e vemos o filme que alugamos
22.00 Chegamos a casa e ligamos a TV. -Está a dar futebol, Itália-Espanha!
22.30 Pi a ver futebol e eu a navegar na net!

Mas também estamos bem assim!
(...)
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é MUITO para ser insignificante.
Charles Chaplin

Fim de semana em Ferrara...

Finalmente temos doutor! O Pi acabou o curso e muito bem! A festa sexta-feira foi longa e divertida, sábado descansamos e domingo fizemos 900km de carro porque para vir para Foligno passamos em Milão a buscar a irmã do PI que se sentia mal...Olhando para o mapa de Itália percebe-se que foi um belo giro!...

Foi um bom fim-de-semana, há muito esperado e que em nada defraudou as expectativas!

(para as minhas ferrareses do coração)
Encontrei a Roby. Está óptima, acabadinha de chegar do Brasil. Muito mais relaxada, contente e com vontade de voltar a partir (onde é que já ouvi isto?...). Manda muitos beijinhos às duas!
Vi uma das gémeas! Lembram-se? Não sei qual vi e sinceramente não me lembro do nome de nenhuma delas, mas foi engraçado revê-la! Alias, foi ela quem me viu!
Também me viu sabem quem??? Não podem adivinhar...Federico (da Claudì). Engordou imenso e no inicio não o estava a reconhecer! Mas depois la raciocinei...estivemos a falar e contou-me (quase imediatamente, como podem imaginar!!!) que esteve 3 anos com a espanhola mas que agora acabaram. Que este a viver em Espanha por um período mas que eles os dois eram incompatíveis! Depois perguntou pela Cláudia e disse para lhe mandar beijinhos, se era que ela queria saber dele!!! Depois anunciou que estava mais gordo (e eu disse: "pois, um bocadinho...",qual bocadinho qual que!! Está um pote!) e que eu continuava igual, fresca e jovem. Neste momento apresentei-lhe o Pi mas pelos vistos já se conheciam! O mundo é mesmo pequenino, e Ferrara ainda mais! Depois, em conversa com o PI, descobri que o Federico é conhecido como o "caça erasmus"! hihihihi
Ah, a Elisa também se formou no dia 14, e também ela teve 110/110. Estão de parabéns, não?!

E pronto...Agora tenho o Piquinho sempre aqui comigo!

Principessa



Minha querida Bibocas...PARABÉNS!

Estou quase de partida para Ferrara, para a Laurea do Pi. Estarei na nossa cidade, como há 3 anos...que saudades...Por esse ano e muito mais, terás sempre um cantinho do meu coração.

TVBT


Vai um giro de rapel?

"É que hoje fiz um amigo e coisa mais preciosa no mundo não há…"*

Hoje começou a trabalhar no gabinete uma rapariga nova. Benedetta. Estará à experiência por 1 mês.
Estou em época de entrega. Concurso de Pavilhão de Itália para a Expo de Xangai em 2010.
É claro que a novata se meteu a ajudar-me! Como é de uma vila aqui perto, e para não estar a ir a casa e voltar, ficamos em minha casa a almoçar.
Conversamos muito e acho que hoje foi o início de uma amizade. Também ela fez erasmus, mas na Alemanha, e depois esteve algum tempo a trabalhar na Holanda. Uma mente aberta que certamente perceberá como me sinto aqui. Ah, e uma das suas melhores amigas é uma portuguesa, de Lisboa!...
*Sérgio Godinho

Com que então, já 25 aninhos!


Foquinha, estás a ficar velhote! Um quarto de século é muito…

Mas tu és o mesmo menino de sempre, cheio de fantasia e com esse pouco de loucura, que fazem de ti único! Não percas nunca esse teu riso infantil, malandro, que faz as delícias de quem te conhece! Pelo menos à distância de 2500km pareces perfeito!...
Parabéns salsicha…com um gostinho a saudade…
Daqui a 15 dias, se tudo correr bem, o Pi já tem o curso acabado! Isto significa que agora anda no stress do final e ficou em Ferrara. Este foi, por isso, o meu primeiro fim-de-semana sozinha em Foligno…Mas correu muito bem!
Para além de ter estado ocupada a fazer a maquete do mister, no sábado fui almoçar com os pais do Pi e estive uma hora a falar com os meus, à noite fui a uma festa a casa de uma amiga onde conheci gente nova (e para a qual preparei pudim de abóbora e espinafres e mousse de chocolate) e hoje, domingo, fui almoçar a casa da avó do Pi.
Foram por isso dois dias de trabalho com "pausas sociais" pelo meio! O tempo passou depressa, aliás, depressa de mais porque pouco descansei… e amanhã começa outra semana que se adivinha muito intensa…
Descansarei daqui a seis dias, espero!

Parabéns Farfallina!

ti voglio tanto bene!

É tempo de...Balanço!

Há dois meses a piccola Ritália aterrou na terra da pasta, pizza, piadine, gelati,...mare, pianura e montagna,...la dolce vita, la bella Italia...
Um quilo e meio mais gorda
o soriso mais aberto
a saudade lusa
o entusiasmo da novidade
a agradável descoberta da cozinha
o desespero do ferro de engomar
a chico-espertiçe italiana
a mão à cintura minhota
...
estar longe de casa
mas
...
estar perto de ti.
O balanço é ...
POSITIVO

Non abbiam bisogno di parole

Adesso vieni qui e chiudi dolcemente gli occhi tuoi
vedrai che la tristezza passera' il resto poi chissa'....
verra' domani.
Voglio star con te, baciare le tue labbra e dirti che
in questo tempo dove tutto passa, dove tutto cambia,noi siamo ancora qua...
E non abbiam bisogno di parole
per spiegare quello che e' nascosto in fondo al nostro cuore
ma ti sollevero' tutte le volte che cadrai
raccogliero' i tuoi fiori che per strada perderai
e seguiro' il tuo volo senza interferire mai
perche' quello che voglio e' stare insieme a te
senza catene stare insieme a te.
vieni piu' vicino e sciogli i tuoi capelli amore mio
il sole ti accarezza t'accarezzo anch'io
e tu sei una rosa rossa.
Vieni piu' vicino e accendi questo fuoco amore mio
e bruceranno tutte le paure
addesso lasciati andare.
E non abbiam bisogno di parole
per spiegare quello che e' nascosto in fondo al nostro cuore
ma ti sollevero' tutte le volte che cadrai
raccogliero' i tuoi fiori che per strada perderai
e seguiro' il tuo volo senza interferire mai
perche' quello che voglio e' stare insieme a te
senza catene stare insieme a te.
Perche' quello che voglio e' stare insieme a te
senza catene stare insieme a te
Ron

Saudade...

O sol a entrar pela janela
O cão que suspira
A cadela que se aproxima, e se debruça, e se esfrega por festas
O cheiro a café
Um pássaro que canta
A música clássica no quarto ao lado
O som de fundo de um monologo, de pensamentos soltos que ganham vida
O tinto de Las Vegas de domingo
O passar a bola ao do lado
O degrau da lareira
O borburinho da cusquiçe no café
O quebrar das folhas no jardim
O brilho do rio
O ir e vir no mar, a maresia, a areia fina
Rir, chorar, estar com quem não precisamos de falar
O silêncio, a doce voz, o conforto de estar com, onde pertencemos….
É terça-feira
e a feira da ladra
abre hoje às cinco de madrugada

E a rapariga
desce a escada quatro a quatro
vai vender mágoas ao desbarato
vai vender juras falsas amargura ilusões
trapos e cacos e contradições

É terça-feira e das cinzas talvez
amanhã que é quarta-feira haja fogo outra vez
o coração é incapaz de dizer "tanto faz"
parte p´ra guerra com os olhos na paz

É terça-feira e a feira da ladra
quase transborda de abarrotada
E a rapariga vende tudo o que trazia
troca a tristeza pela alegria
E todos querem regateiam
amarguras ilusões trapos e cacos e contradições

É terça-feira e das cinzas talvez
amanhã que é quarta-feira haja fogo outra vez
o coração é incapaz de dizer "tanto faz"
parte p´ra guerra com os olhos na paz

É terça-feira e a feira da ladra
fica enfim quieta e abandonada
e a rapariga deixou no chão um lamento
que se ergue e gira e roda com o vento
e rodopia e navega e joga à cabra-cega
é de nós todos e a ninguém se entrega

É terça-feira e das cinzas talvez
amanhã que é quarta-feira haja fogo outra vez
o coração é incapaz de dizer "tanto faz"
parte p´ra guerra com os olhos na paz

Sérgio Godinho

Hoje à noite vou ver...

Ratatui

Finalmente! Desde que saiu no cinema que quero ver! A partir desta manhã estava à disposição na Blockbuster e eu consegui alugar o ultimo DVD disponível!

Há burros com sorte...