Há muito tempo que não relato um acontecimento, ou sequência de acontecimentos. Antes era muito mais descritiva. Talvez tenha menos novidades para contar. Talvez tenha menos paciência para escrever. Talvez tenha menos tempo. Talvez.
A verdade é que agora tenho vontade de relatar o último fim de semana prolongado porque foi muito bom.
Começou sexta-feira, dia 10 de Abril, às 18:30.
Sair do gabinete aos pulinhos, bem depressinha, qual coelhinho contente com a chegada da Páscoa.
Organizar a partida. Jantar. Cinema ver um filme que pensava que era ligeiro mas afinal não. Dormir.
Acordar cedo. Ao contrário do que diziam as previsões do tempo, estava sol! Despedidas e seguir para Roma.
Encontro com tios Gonçalo e Cristina na Piazza Navona. Almoço. Passeio. Gelado. Despedida. Foi bom, muito bom!
Carro até Saturnia. Procurar B & B. Sentir o cheiro a ovo podre das termas. Começar a chegar à terra de ninguém. Rir como perdidos da ilusão da internet! Encontrar B & B e a sua dona maluca. Rir. Ver que afinal até tivemos sorte: dormir na suite com vista sobre o panorama Toscano.
Instalar. Arranjar. Sair para jantar noutra terra de ninguém. Comer bem. Dormir.
Acordar cedo mas sem despertador. Pequeno almoço. Termas. De molho nas águas sulfurosas a 37º das 10.00 às 16.00. Passeio a pé. Sesta. Arranjar. Sair para jantar. Comer bem e voltar ao B & B a rir como perdidos com as pessoas da terra de ninguém. Genuínas, puras, hospitaleiras, caricatas. Dormir.
Acordar cedo mas sem despertador. Pequeno almoço. Partir.
Pausa em vários pontos da alta Marema: Sovana, Sorano e Pitignano.
Pausa em Civita di Bagnoreggio, a cidade que está morrer. Almoçar às 15.00 depois de esperar uma hora pela mesa.
Rumar a casa. Descansar.
Baterias carregadas.
Pele ainda a cheirar a ovo podre das termas...
As fotografias ficam para a proxima.

2 comentários:

bacouca disse...

Picollina,
Talvez...tenhas tanto que pensar que pouco tempo te resta para escrever aqui. Mas podes crer que há pessoas sempre à espera de notícias.
Belo fim de semana! Pena é o cheiro a ovo podre. Ainda perdura? O que vale é que o Pi foi contigo e assim não se pode queixar...:).
Ao ler a descrição e ao falares na terra de ninguém lembrei-me logo da "Alice no País das Maravilhas"! Será já "defeito" de futura vóvó?!!!
Lembraste em Frigiliana? Também choravamos a rir. Que bom que é!!! Já choramosmuitas vezes a rir mas esta é que tenho mais na memória pois eu nem conseguia andar...Tinha que parar e curvar-me toda com tanta gargalhada. Belos tempos que temos para recordar:)
Agora não demores com as fotografias. Ah é verdade (será?!): os tios dizem que estás feliz, muito bonita e muito simpática!
Por isso é que eu... adoro-te!!!

bacouca disse...

Apeteceu-me passar aqui e deixar um beijo. Porque será?!!!