E (inevitavelmente) chegamos a Dezembro...

Hoje, inevitavelmente, começou-se a ouvir músicas natalícias na rádio, as cidades já começam a estar enfeitadas, já se começam a combinar jantares e começam as movimentaçoes nas lojas (pequenas, inversamente proporcionais à crise, é claro...).
E não obstante o esforço tremendo que tenho feito para me abstrair que já é Dezembro, que faz hoje um ano que me deste o último beijo na testa e me disseste até Janeiro, faz boa viagem e te deixei na salinha, à frente da mãe, que daqui a uns dias já passou um ano, que daqui a poucas semanas será Natal e depois a passagem de ano e supostamente devemos reiniciar, e reinventarmo-nos, não consigo...
Queria ser catapultada bem lá para a frente, para Janeiro quando começarem as obras na nossa casa nova e tiver muitas coisas boas em que pensar. Mas não posso.
E no meio deste meu devaneio vieram-me à cabeça umas palavras que me escreveste há 7 anos (ainda bem que eu guardo tudo, vês?)

(...) O pai disse-me que este ano não ia haver Natal, mas ele deve se ter esquecido que a melhor prenda vem directamente de Itália, e de avião!! Acho que isso chega para nos encher o coração a todos e termos o melhor Natal dos últimos anos, sem grandes balbúrdias, deslocações ou festas, mas todos juntos, novamente reunidos! (...)
Afonso, 19.11.2004

E penso que este Natal (que queria tanto que não houvesse) o meu melhor presente só poderias ser tu. E o que era mesmo bom era que o sonho que tive no outro dia fosse verdade e tu estivesses preso por 3 anos não sei por que crime, provavelmente por nos privares da felicidade de ver os teus olhos cor de mel...

3 comentários:

Bacouca disse...

Ritália,
Também eu, minha querida, desejo que este mês de Dezembro passe a correr...Quero ver se poupo este coraçao de mãe pois chega as saudades e a dor diarias...Dezembro é vivênciar a realidade dura, dia a dia sem anestesia...
O teu post muito me comoveu e quero responder já mesmo que as lágrimas me corram pela cara...
Um beijo com muito amor.

Anónimo disse...

Maninha,
Já li o post por 3 vezes. Fico com os olhos humedecidos e desfocados. Relembro por instantes uma infinidade de momentos, cheiros e sensações mas.....nada me faz esqueçer.
Saudades

Dulce disse...

:(